anunciando online

Anúncios online: vantagens e melhores canais em 2024

Descubra os melhores canais para anunciar e como aumentar o faturamento do seu negócio. Clique e confira nosso guia completo!

Você quer aumentar os resultados da sua empresa, gerando mais leads e vendas? Contar conosco como sua agência de tráfego pago para gerenciar seus anúncios online são a estratégia ideal para alcançar esse objetivo.

Entretanto, nesse artigo vamos falar de maneira profunda sobre anunciar na internet, estratégias e outros “hacks de crescimento” que você precisa saber na hora de criar suas campanhas.

Mas antes disso, quero te lembrar da importância de divulgar seu serviço ou produto.

Alguns anos atrás minha mãe começou a vender pães caseiros no nosso bairro. Nessa época, eu era pequeno e a observava indo de porta em porta oferecendo os pães para os vizinhos. Ela não tinha medo de oferecer os seus produtos, por isso todos os dias saia no início da tarde e voltava à noite com a caixa de isopor vazia – todos os pães vendidos.

Em certo momento, as pessoas começaram a aparecer na porta da nossa casa todos os dias, com o objetivo de buscar os pães que ela fazia. Foi nessa época que eu entendi o sentido da frase “quem não é visto, não é lembrado”. Compreendi, desde esse tempo, que uma empresa sem marketing não vende.

No entanto, é preciso saber como executar estratégias de acordo com seu produto de maneira correta e profissional.

Afinal, provavelmente você não vende pão no bairro, então essa estratégia de sair porta a porta com certeza não será eficiente em quase nenhuma empresa atualmente.

Nos dias de hoje, precisamos de estratégias cada vez mais sofisticadas para sair na frente. Assim, o digital já não é novidade, a concorrência e os custos de anunciar só aumentam – eu que o diga.

Nesse ponto, especialistas em Growth Hacking podem ajudar. Dessa forma, você precisa entender os conceitos básicos de marketing, como quais são os melhores canais para distribuir seus anúncios. E, para saber isso, precisa entender os hábitos do seu cliente.

Antes de continuar, já vou deixar claro: para crescer, você precisa investir, ou seja, não existe marketing grátis. O investimento diário deve ser de pelo menos R$ 6,00, o mínimo que o Facebook permite, por exemplo.

Anunciar na internet é uma das estratégias no marketing digital que tem mais espaço no cenário empresarial atualmente, sobretudo devido ao crescente uso de buscadores na internet em busca de produtos e serviços. 

Essa forma de publicidade veicula anúncios patrocinados em diversos canais digitais, com o objetivo de alcançar um público-alvo específico, aumentar a visibilidade da marca, vender produtos ou serviços entre outros objetivos.

Como os anúncios na internet funcionam?

Primeiro, temos que entender uma coisa: marketing digital é marketing, só que na internet, são anúncios online.

Assim como você pode contratar uma pessoa para entregar panfletos na rua, podemos “panfletar” no Facebook por exemplo. Chamamos isso de campanhas de reconhecimento.

Os anúncios online podem funcionar de diferentes tipos e formatos, dependendo da plataforma e canal que será exibido, como anúncios de busca no Google, Google Display para artigos de blog, Youtube, Instagram e outros. Cada formato tem suas próprias peculiaridades e estratégias para serem adequados, visando objetivos diferentes.

O objetivo do anunciante, na maioria das vezes, é alcançar um público específico como fazer tráfego pago para contabilidade, gerar vendas, leads, reconhecimento, engajamento ou outro objetivo da campanha. 

Quando as pessoas clicam no anúncio, são levadas ao destino do anunciante. Pode ser uma página de vendas ou WhatsApp, onde saberá mais informações sobre o produto anunciado. Ou, em alguns casos, fazer uma compra diretamente por meio do destino final do anúncio.

A grande vantagem de rodar anúncios na internet é que temos como rastrear cada passo que o cliente percorreu até se tornar uma venda. 

Ao estabelecer as campanhas, você tem a possibilidade de segmentar o público-alvo, ou seja, os anúncios só serão exibidos para pessoas que corresponderem a um perfil específico. Isso é definido considerando características como idade, gênero, localização geográfica, interesses, comportamento online, entre outros. 

Além disso, após a segmentação, inserimos filtros de palavras negativas para evitar leads desqualificados, veja as 50 palavras negativas no google ads e como usamos em nossas campanhas.

Por fim, otimizamos as campanhas acompanhando as métricas como cliques, conversões, retorno sobre o investimento (ROI), esses e outros dados. Recomendamos sempre acompanhar utilizando um bom framework de growth para validar o sucesso das campanhas.

Qual vantagem de anunciar online?

Todo cliente novo que fechamos aqui na Groufy têm dúvidas sobre Growth Hacking e como a gente encaixa anúncios online na estratégia para hackear o crescimento da empresa. 

A maior vantagem de anunciar online é que nós conseguimos testar coisas novas em janelas pequenas de tempo, implementar rapidamente um funil pirata, algo que é muito difícil em meios convencionais de publicidade.

Assim, conseguimos testar e filtrarmos a audiência por localização geográfica, interesses, hábitos de compra e muitos outros critérios.

Esses testes certificam que as campanhas de anúncios na internet serão exibidos apenas para pessoas com maior probabilidade de interesse em comprar produtos e serviços de nossos clientes, enquanto filtra as pessoas que não estão. 

Outra grande vantagem é de alcançar leads em potencial em diferentes momentos e com diferentes comportamentos na internet. Desse modo, tem como impactar pessoas que estão jogando online, assistindo vídeos, pesquisando dúvidas no Google, serviços e produtos entres todas as utilidades da web. Enfim, onde o público-alvo estiver, você também vai estar presente e onipresente.

Vou detalhar ainda mais as principais vantagens de anunciar online:

Segmentação de público

tráfego segmentado

A segmentação de público é uma tarefa extremamente necessária em toda estratégia de Growth Hacking. Nesse sentido, o público é dividido em subgrupos (ou segmentos) com base em características demográficas. 

Esses subgrupos nos permitem a personalização dos anúncios, criando conexões mais fortes com cada grupo específico.

Seth Godin, em seu livro This is marketing (Isto é marketing, em tradução livre), faz uma definição de público-alvo como obrigatória para evitar público desqualificado e genérico. “Ao tentar agradar a todos, acabamos não agradando ninguém”, diz Godin. 

A segmentação pode ser feita com base em dados demográficos, como idade, localização sexo, preferências, plataforma e dispositivo. 

Por exemplo, essa é uma segmentação que testei aqui em campanhas do Instagram para atingir o cliente ideal da Groufy e é bem comum testarmos várias, testes são infinitos.

Exemplos de públicos segmentados no facebook ads

O intuito da segmentação, no caso do exemplo acima, é atingir pessoas no Brasil que tenham de 30 a 55 anos e sejam empresários com interesse em marketing. Além disso, este público também tem alguns comportamentos de viagens internacionais de primeira classe.

Com essa segmentação, tenho atingido novos clientes de maneira assertiva no Facebook. É possível fazer o mesmo para outras plataformas.

Leia também: Qual importância de conhecer o público -alvo

Vou entrar um pouco mais a fundo na segmentação:

Idade

A idade é uma das variáveis mais básicas, porém, importante. Ao segmentar o público por faixa etária, os anúncios irão atingir públicos específicos que têm necessidades e desejos únicos nessa fase da vida.

Vamos exemplificar: digamos que você tenha um e-commerce de roupas de bebês, quem será seu público alvo ideal? Mães.

Nesse sentido, sua campanha deve se basear em mulheres entre 20 a 35 anos. Este é um bom público-alvo para o produto roupas de bebês, porque nessa faixa etária, as mulheres costumam ter bebês ou então em uma faixa de idade até 3 anos.

Local

Comece se questionando: onde meu público-alvo mora? Quais as dificuldades ele possui no quesito localização? Seu produto será mais vendido em uma região específica?

Um raio de quilometragem ao redor da empresa pode ser a resposta mais simples e que funciona em negócios que vendem localmente.

Seguindo o exemplo de roupas de bebês, pode ser  interessante segmentar por cidades maiores, onde lojas físicas desses produtos são mais escassas (e distantes dos bairros). Então, é aí onde seu público vai procurar na internet com intenção de compra (e seus anúncios aparecerão para eles).

Por outro lado, se em uma determinada região é mais fria, você pode segmentar produtos selecionados voltados para “moda inverno”, a fim de atingir um público mais específico e aumentar as chances de sucesso da campanha.

Sexo

Cada pessoa é única e tem preferências diferentes, mas é fato que, de modo geral, homens e mulheres têm diferenças que influenciam seus gostos, necessidades e processos de pensamento. Assim como tem comportamentos semelhantes, principalmente de consumo.

Em nosso exemplo, mulheres são mais propensas do que homens a comprar as roupas dos filhos, por isso a segmentação são Mães. Além disso, poucos homens trocam as roupas dos bebês, o que torna a segmentação por homens uma exceção, e nossa regra aqui na Groufy é: nunca vender para exceção.

Mas, como tudo também existe exceção, vale testar campanhas e cruzar gêneros em datas comemorativas. Por exemplo, no dia das mães, você direciona produtos femininos para o público masculino, por motivos claros, os homens que dão presentes às mulheres nesse período, no final, tudo se resume em TESTES.

Preferências

Ainda seguindo nosso exemplo de “roupas para bebês”, para criarmos uma segmentação baseada nas preferências para esse público-alvo, o primeiro passo é criar uma persona.

Nosso público-alvo continuaria sendo mães entre 20 e 35 anos de idade, mas para ser ainda mais específico, precisamos de mais informações e é aí que está o “ouro”.

Pesquisar e estudar padrões e tendências no público-alvo vai ajudar a identificar preferências em comuns, interesses, características e comportamentos.

Tenho todas as informações sobre as preferências de meu público alvo, e agora?

R: Testes A/B.

Utilizar frameworks para avaliar a eficácia de seus anúncios e estratégias de segmentação. 

Monitore as taxas de cliques, conversões e engajamento, com base nos resultados, faça ajustes e otimize continuamente suas estratégias de segmentação, fazendo isso você vai descobrir quais as preferências do seu cliente..

Plataforma

Para essa segmentação iremos utilizar também, outro exemplo. Digamos que seu anúncio é voltado para um público B2B. 

Comparando com o outro exemplo, você logo vai descobrir que os públicos mães e empresários não costumam frequentar as mesmas redes sociais, concorda? 

Então a plataforma que você irá direcionar seus esforços também vai depender do seu público-alvo. 

Para descobrir as melhores plataformas para cada público é preciso muita pesquisa, ou nem tanto. 

Cada plataforma tem suas características, e você precisa jogar de acordo com as regras, capiche?

Vamos exemplificar: digamos que seu público-alvo para “roupas de bebês” esteja mais presente no Instagram, enquanto o público-alvo “empresários” esteja no Linkedin. 

Nesse caso, com base na preferência e algoritmo de cada plataforma, você pode criar conteúdo personalizado que atraia seus leads mais qualificados. 

Por exemplo, se você estiver segmentando público no Facebook, você pode criar um vídeo curto (criativo) apresentando o uso do produto. Já para leads do LinkedIn, pode-se criar um conteúdo detalhado como um whitepaper ou um artigo.

Dispositivo

Comece analisando os dados sobre quais dispositivos seus usuários acessam seu site, anúncios e outras plataformas onde sua empresa possui presença online. 

Identifique quais campanhas geram mais conversões, se é em dispositivos móveis ou em computadores desktop.

Geralmente o público desktop é voltado para executivos e empresários (público B2B).

Crie anúncios personalizados para diferentes dispositivos, de acordo com diferentes dispositivos. Assim é possível ajustar o conteúdo de sua campanha para que seja responsivo a cada dispositivo. 

Por exemplo, se você deseja segmentar clientes usando smartphones, pode criar imagens e vídeos verticais e escrita curta, enquanto se deseja segmentar clientes usando computadores desktop, pode criar conteúdo mais informativo com imagens horizontais e mais espaço para textos.

Quer ir mais fundo?

Você pode descobrir uma diferença enorme de comportamento de pessoas que usam Iphone vs Android, ter mais informações de seus leads nesse aspecto pode ser de enorme utilidade em suas campanhas.

Após definir o público foco, faça anúncios “sexys”:

  • Personalize suas copys (escrita persuasiva) para que se identifique especificamente com o seu público-alvo.
  • Atenda a uma necessidade específica do seu público-alvo, assim aumentar as taxas de conversão.
  • Fale claramente com quem quer atingir no criativo.

Expansão para fora do local de atuação da empresa

Anunciar na internet pode escalar muito mais nossas campanhas de marketing. Isso é uma ótima estratégia de marketing para contabilidade, você pode e deve expandir sua marca, produto e serviço além da sua região. 

Seu público-alvo já está bem definido?

Podemos utilizar as mesmas técnicas de segmentação avançadas e alcançá-lo em outras regiões além da sua, aumentando os leads qualificados, o que aumenta a probabilidade de conversões e escalando seu negócio.

Flexibilidade para alterar campanhas facilmente e fazer testes A/B

Alterar as campanhas de anúncios online a qualquer momento é uma das vantagens mais importantes do Growth Hacking. Podemos testar diferentes plataformas, orçamentos e estratégias sem investir muito dinheiro, os famosos testes A/B.

Com a implantação de frameworks, você ajusta e melhora suas campanhas durante todo tempo, até descobrir a melhor estratégia.

Além disso, você pode usar campanhas para “anúncios sazonais”, ou seja, você altera e otimiza o conteúdo do anúncio durante um período específico para um público específico, assim como o produto. 

Por exemplo, criar uma campanha de “roupas de bebês para o frio”, apenas durante o tempo frio naquela determinada região. Assim, os produtos dessa campanha seriam: blusas e camisas mangas longas, moletons, calças, “botinhas”, entre outras peças.

Por fim, para melhorar ainda mais os resultados, podemos criar e mudar campanhas de urgência e escassez.

Temos a liberdade de mudar as campanhas a qualquer momento permitindo testar gatilhos mentais diferentes e descobrir quais o público responde mais positivamente.

Crie um senso de urgência, estimulando os clientes a agir imediatamente. Ao mudar o tempo de duração de uma campanha (escassez), em ambos, você pode criar urgência entre os consumidores.

Os testes A/B são, de longe, umas das melhores ferramentas do Growth Hacking e anunciar online. Através dessas experimentações, descobrimos diferentes dados do mesmo anúncio e público e determinamos qual funciona melhor em termos de cliques, engajamento e  conversões, ou seja, resultados.

Rastreamento preciso (e inteligente)

Para obtermos sucesso nos testes e frameworks, precisamos de rastreamento preciso dos dados e ao optarmos por anunciar online, temos mais essa grande vantagem (e valiosa).

Com o rastreamento desses dados, identificamos onde os usuários estão tendo problemas, além de obter insights sobre seu comportamento e experiência dentro de nossa estratégia.

Por exemplo, digamos que nossa campanha acertou o público alvo e a copy está tendo boa resposta, levando o usuário do ponto A ao ponto B.

Após isso, percebemos que a maioria dos usuários que fizeram esse trajeto abandonam o seu site ou landing page durante o processo de pagamento. Isso significa que há uma grande chance que existe um problema com o processo de pagamento ou preços.

Outro exemplo é na segmentação do público. Quem está vendo seus anúncios? Quem está clicando neles? 

O Facebook Ads e o Google Ads, por exemplo, permitem rastrear as impressões, cliques, conversões, taxa de conversão e muitos outros dados importantes. 

Com esses dados, você pode avaliar a eficácia de sua segmentação de público-alvo e ajustá-la, se necessário.

Sem esse rastreamento inteligente, é impossível fazer testes A/B e descobrir insights para escalar o negócio.  

Uso de inteligência de máquina I.A para públicos (Pixel e API de conversões do Facebook e conversões otimizadas do Google)

Tá, sabemos que o rastreamento é indispensável, mas como fazer?

Para usar a API de Conversões do Meta, é preciso estabelecer uma conexão direta entre seus dados da campanha para os sistemas que ajudam a otimizar o direcionamento dos anúncios. 

O Facebook Pixel é um código JavaScript que você vai adicionar no site para coletar dados dos comportamentos do usuário. 

Aqui apelidamos o Pixel carinhosamente de X9, ele que comunica as plataformas do Meta (Instagram, Facebook) que ocorreram ações do usuário como visita ou cliques em algum botão de contato ou compra do seu site. 

Isso vai funcionar como uma ponte entre seus dados (do seu servidor, plataforma do site, app ou CRM) e a Meta, assim nós descobrimos informações e dados relevantes como eventos e conversões dos anúncios. 

Ao incrementar a API de Conversões da Meta em conjunto, criamos veiculação mais confiável entre seus dados da campanha, principalmente porque o iOs pode bloquear o envio de dados para o Pixel.

A API de Conversões é uma ferramenta poderosa para melhorar a mensuração das campanhas de anúncios durante a  jornada do cliente, desde a primeira impressão até a conversão.

Já em relação às conversões otimizadas do Google (focado em leads) é um recurso que utiliza tecnologia de aprendizado de máquina para otimizar automaticamente as campanhas de anúncios e obter melhores resultados de conversão dos leads.

O sistema opera deste modo:

  1. Configuramos as conversões que desejamos otimizar por meio de um código de acompanhamento no site ou aplicativo ou integrando a API de Conversões ao CRM.
  1. As conversões se baseiam em eventos de conversão pré definidos por nós, como compras, preenchimento de formulários, cadastros de e-mails, etc.
  1. Em seguida, o aprendizado de máquina do Google ou Meta analisa o comportamento de conversão dos usuários, como o histórico de navegação e as ações anteriores no site. Usamos esses dados para aprender e prever futuros comportamentos de conversão.
  1. Com base nas análises dos dados, as campanhas de anúncios são ajustadas automaticamente pelo sistema do Google Ads e Meta Ads para entregar os anúncios para o público que é mais propenso a converter.
  1. À medida que mais dados são coletados, o sistema de machine learning continua a aprender ajustando automaticamente as campanhas para obter melhores resultados.

Sendo assim,  o custo por conversão/evento é reduzido e o retorno do investimento em publicidade (ROI) é maximizado.

Relatórios robustos para mensuração precisa de resultados

relatórios de anúncios

Os relatórios detalhados são o espelho de sua estratégia e é por meio deles que você tem a visão geral do seu desempenho através dos dados coletados.

Eles são a peça chave nas reuniões com clientes. Esses encontros são uma oportunidade para que os parceiros conheçam e entendam os níveis de transparência e suporte dos  serviços que oferecem aos clientes.

Tá, mas o que isso tem haver com anúncio online?

Simples, para os anúncios darem certo, sabemos que na maioria das vezes é preciso testes e muitas estratégias, certo?

E como você irá mostrar ao seu cliente que seus testes estão tendo resultados e que sua estratégia é a melhor solução para sua empresa? Através de relatórios.

No momento de apresentar esses relatórios, é fundamental uma abordagem proativa, em vez de reativa, entregando soluções de problemas em vez de mais dificuldades.

Com isso, garantimos mais confiança e experiência únicas com os clientes, aumentando assim a satisfação e confiança na qualidade dos serviços prestados.

Veja a seguir alguns dados importantes a serem apresentados no relatório:

Métricas: Custo de Aquisição cliente (CAC), Custo por lead (CPL), Custo por clique (CPC), Custo por milhar (CPM)

  • Custo de Aquisição cliente (CAC) – O CAC é a métrica que representa o quanto foi gasto para conquistar um novo cliente. É uma das métricas mais importantes para avaliar a campanha da empresa.
  • Custo por lead (CPL) – É onde avaliamos os resultados das campanhas com objetivo de gerar leads qualificados para a empresa, ou seja, o valor pago pelos potenciais clientes interessados em seus produtos ou serviços.
  • Custo por clique (CPC) – Onde é avaliado o valor que pagamos por cada clique que os anúncios recebem durante a campanha, por exemplo, no google e facebook ads.
  • Custo por milhar (CPM) – Esta métrica é utilizada como representação do custo que os anúncios obtiveram ao alcançar mil impressões. Impressão, neste caso, significa cada vez que o anúncio é exibido na tela do usuário, independentemente se ele clica no ou não.
  • Taxa de rejeição (BR) – BR significa  “Bounce Rate”. A expressão “Bounce” significa “pulo”, e no contexto do mundo marketeiro, ela representa uma visita de um usuário que visitou sua página e saiu dela sem navegar para outras páginas. Dessa forma, entendemos que todos que “pularam fora” do site logo na primeira página acessada. 
  • Retorno do investimento (ROI) – Os dados do ROI também é um dos mais importante, eles nos mostrará basicamente o nível de efetividade dos anúncios, revelando o quanto de receita foi gerada em relação ao valor investido. Por exemplo, se uma empresa investiu R$ 5.000 em uma campanha e obteve um lucro de R$ 10.000, o ROI será de 100%.
  • Lifetime Value (LTV) –  É o valor total que um cliente trará para a empresa ao longo de seu “ciclo de vida como cliente”. Em outras palavras, o LTV é o valor médio que um cliente transaciona com a empresa, desde a primeira compra até o último contato comercial.

Integração com CRM para enviar conversões para o Google e Facebook e alimentar a inteligência de máquina

Conseguimos integrar as conversões provenientes dos anúncios com o CRM da Groufy, em seguida, enviamos esses dados ao Google Ads e ao Facebook Ads para serem utilizados em suas plataformas de inteligência de máquina, isso nos dá uma vantagem absurda!

As plataformas usam os dados reais de conversões para melhorar nossas campanhas, identificando públicos mais qualificados, melhorando nossa personalização dos anúncios.

Além disso, com os dados do CRM, identificamos padrões e automatizamos o processo de seleção de públicos-alvo(dependendo do nicho)

Com essa integração, usamos o aprendizado de máquina e melhoramos a experiência do usuário, sendo assim criamos anúncios cada vez mais personalizados, aumentando as taxas de cliques, conversões e ROI.

Automações

Utilizamos automações para maximizar tanto os resultados quanto o processo das campanhas. Basicamente temos isso como uma vantagem competitiva e funciona desse modo, confira:

Nossos leads (ou de clientes) ao preencher um formulário, conseguimos informações de contato, como nome, e-mail e telefone.

As mesmas são enviadas automaticamente para WhatsApp(grupo estratégico) e também para um atendente específico que cuida dos leads da empresa para agendar reunião ou ligação.

O lead é cadastrado no CRM com todas as informações e processo da negociação até o fechamento da venda.

Além dessa automação para processos de vendas, temos automação de remarketing, e follow up personalizados.

Facilidade de manipulação dos dados (integração com outros canais digitais)

CRM para campanhas

A manipulação de dados em uma estratégia dentro da estratégia dos anúncios onlines dão muito certo. Após todo trabalho de captação, processamento, análise e uso de informações sobre o público-alvo, otimizamos ainda mais o uso desses dados.

Digamos que trabalhamos a estratégia de um cliente da Groufy em 4 canais diferente, conseguimos cruzar e manipular todos os dados de todos esses canais e descobrir novos insights, além de alimentar o CRM e outras ferramentas.

Conseguimos ter total controle e ainda melhorar a campanha de forma super rápida e com muita criatividade, resultando em menos erros e mais vendas.

Email Marketing, SEO

Após toda definição do público-alvo, descobrir várias informações específicas, temos grandes oportunidades em campanhas de email marketing assim SEO. 

Disparamos diferentes ofertas compilado de follow ups na campanha de email marketing com uma criatividade muito maior, comparado se formos fazer testes A/B nesse segmento.

Fazemos uma análise profunda de palavras-chaves dentro deste nicho e descobrimos diversas oportunidades de tráfego organicamente qualificado.

Com o público alvo bem definido e as campanhas gerando lucros, temos total liberdade de iniciar uma estratégia de inbound marketing e fortalecimento da marca. 

Melhores canais para anúncios online atualmente

As melhores opções de canais para anúncios online dependem do público-alvo que queremos atingir e dos objetivos da estratégia.

Porém, listamos as que mais utilizamos, assim como, as que mais trazem resultados para nós e nossos clientes.

Meta Ads – Produtos de desejo

A plataforma de publicidade do Facebook é o lugar ideal para anunciar produtos voltados para “desejos”, isso porque o Facebook e Instagram oferecem muitos dados comportamentais dos usuários que podem ser usados para segmentar a publicidade para alcançar públicos específicos.

As duas plataformas possuem muitas informações sobre os hábitos de consumo, atividades e comportamentos dos usuários que compartilham em seus perfis. 

No Instagram, por exemplo, seus usuários são jovens e 90% dos usuários têm menos de 35 anos de idade e cerca de 60% dos usuários são mulheres. 

Sabendo disso, o ideal é disparar criativos voltados para “desejo”, utilizando copys para despertar a ânsia dos usuários em adquirir determinado produto ou serviço mesmo que não houvesse uma necessidade prévia.

Geralmente, esses anúncios são focados em aspectos emocionais e psicológicos, como o status social, a autoestima, a imagem e o estilo de vida.

Beleza, mas qual melhor forma de aproveitar ao máximo as plataformas?

Feed do Instagram e Facebook

Primeiramente, os anúncios devem ser bem segmentados (explicamos como segmentar no início do artigo). Isso faz com que o alcance do público-alvo seja mais preciso e efetivo.

Faça os criativos altamente atraentes e chamativos para o público-alvo. Para o feed,  utilize recursos visuais para incentivar o desejo do usuário com mais facilidade. Crie imagens de alta qualidade, vídeos atraentes (e bem editados), descrições persuasivas e um copywriting eficaz.

Stories do Instagram

Stories é puramente criatividade na arte de “contar histórias”.

Contar histórias e transformá-las em prova social para despertar desejo é chave dos anúncios nos stories do instagram. As pessoas abrem os stories justamente para ver como estão as vidas das pessoas, ou seja, ver a história que está se passando naquele momento.

Anúncios com storytelling são excelentes para gerar engajamento, mas precisam ser vídeos curtos e objetivos como demonstrações, depoimentos de clientes ou até tutoriais de algum produto.

Reels

Utilizamos os anúncios no Instagram reels para diversificar as nossas estratégias, complementando-as com outras formas na plataforma, mas depende do nicho e produto.

Se for um nicho match com essa ferramenta, os criativos têm alto engajamento comparado a outras estratégias. Com isso, pode ser uma excelente oportunidade para ampliar o alcance, segmentar seu público e até mesmo fechar parcerias com “influenciadores nichados”, aqueles que têm um público específico.

Google Ads – Produtos de necessidade

No ads do Google, as campanhas são voltadas para “necessidades específicas”dos leads, geralmente é um público alvo já bem definido e qualificado, oferecemos soluções por meio de produtos ou serviços.

O Google é um mecanismo de busca que as pessoas usam para procurar soluções para seus problemas e necessidades.

Após criar as campanhas, monitore e otimize diariamente, verificando as métricas, ajustando as palavras-chave e lances para melhorar os resultados. 

Por fim, ajuste seu orçamento e saiba para onde sua verba está sendo gasta e siga ajustando.

Ao priorizar as estratégias com melhores resultados, você pode investir mais e maximizar seu ROI.

Youtube Ads (Alcance)

Ótimo canal para reconhecimento de marca e “campanhas genéricas” e testes A/B, mas se você já tem o público alvo bem definido, também é válido.

Uma ótima opção para fazer remarketing, segmentando as pessoas que já visualizaram seus anúncios ou site/landing page anteriormente.

Tanto para alcance como para remarketing, é possível selecionar canais específicos no para exibir seus anúncios. Dessa forma, você pode ter certeza de que seus anúncios estão sendo vistos pelas pessoas certas, dentro do contexto de um nicho específico.

Ao compilar diferentes estratégias de segmentação, podemos criar uma campanha bem segmentada, alcançando novos leads e aquecendo os da base.

Rede de Display (Remarketing)

O Google também disponibiliza milhões de sites, além do próprio Google. Dentro dessa rede existe a opção de Remarketing (como no Youtube, porém em sites), que serão exibidos anúncios personalizados para usuários que já interagiram com alguma campanha.

Resumidamente, é assim que acontece:

Usuário interage com seu anúncio. Cookies são adicionados ao navegador do usuário, permitindo a nossa segmentação através dos dados com mais precisão.

Configuramos os anúncios para serem exibidos para esses usuários que interagiram com base nos interesses e comportamentos na web.

Em algumas campanhas, a estratégia de remarketing é uma das melhores práticas, pois quando o anúncio é exibido para alguém que já conhece a oferta, é mais provável que ele compre.

Rede de Pesquisa (Mais qualificado)

Há, sem dúvidas, uma enorme vantagem em anunciar na rede de pesquisa do Google, sabe por quê?

Você vai estar anunciando para quem já está procurando por tal busca. Esses anúncios são exibidos como “anúncios patrocinados” e são vistos em destaque no topo da página de resultados.

Basta apenas identificar e segmentar bem as palavras-chave relevantes para o seu nicho e clientes potenciais estão pesquisando.

Além disso, podemos tirar vantagem competitiva nos leilões. O Google Ads usa um sistema de leilão para determinar qual anúncio será exibido no topo da página de resultados. Podemos escolher as melhores palavras-chave e fazer lances relevantes para seus produtos ou serviços, o lance mais alto ganha o leilão e domina no topo do google.

Tiktok Ads – desejo

O TikTok é uma plataforma de vídeos curtos com usuários jovens e adolescentes, eles gravam e compartilham vídeos de até 60 segundos com música, dancinhas, efeitos e filtros.

Seu público é esse? Seu produto é para esses usuários? 

Então você deve estar lá obrigatoriamente!

Mesmo sendo uma rede social “fraca” para vender, assim como no Instagram, muitos usuários são influenciados pelas tendências e publicações de outros usuários, no caso do TikTok esta “influência” é ainda mais forte.

Se você tem um produto voltado para entretenimento ou tem clientes desse mercado, o tiktik é perfeito.

Veja alguns exemplos de anúncios que podemos criar nesta plataforma:

  1. In-Feed Ads: vídeos que aparecem no feed para os usuários e juntos com as publicações dos usuários que estão seguindo.
  1. Brand Takeover: anúncios que aparecem na primeira vez que um usuário abre o aplicativo TikTok, antes que apareçam outros conteúdos.

Bing Ads – Necessidade

As campanhas no Bing Ads são mais voltadas para o segmento de “necessidade” diferentes do “desejo”, ou seja, usuários do Bing geralmente estão buscando informações sobre algo específico ou alguma necessidade de encontrar o que precisam.

Os anúncios são através da rede de pesquisa e a estratégia é bem semelhante ao google ads.

LinkedIn Ads – Vendas para empresas B2B

O LinkedIn é uma rede social utilizada principalmente para fins profissionais e de negócios. 

Seu cliente é corporativo? O LinkedIn é exclusivo para empresas B2B que desejam alcançar outros profissionais e empresas para expandir seus negócios. 

Nesta plataforma temos um poder de segmentar público-alvo ainda maior com base em informações detalhadas, como cargo, setor, tamanho da empresa e localização geográfica. 

Se você estiver tentando alcançar empresas B2B, o Sponsored Content é um bom formato de anúncio para utilizar, pois ele pode ser visualizado tanto no desktop quanto em dispositivos móveis e permite a possibilidade de incluir conteúdos em formato de whitepapers ou semelhantes a eBooks, por exemplo.

Taboola

No Taboola conseguimos fazer uma boa segmentação do público alvo em todos os aspectos. Os formatos de anúncios são banners, vídeos, widgets e anúncios nativos.

As vantagens de anunciar no taboola são seu grande alcance de impressões, atingido o máximo de visualizações (segmentadas).

O algoritmo do Taboola aprende continuamente baseado em aprendizado de máquina e comportamento do usuário e, assim, conseguimos otimizar anúncios na internet para os melhores publishers e público.

Mas, saiba que o Taboola pode não ser a plataforma ideal para todos os nichos, é preciso analisar o negócio e público alvo antes de decidir optar por esse canal.

Como saber os melhores canais de anúncios para meu negócio?

Descobrindo os melhores canais para anunciar

Você deve ter descoberto ao longo desse conteúdo, que alguns canais seriam mais adequados dependendo do mercado e oferta que esteja trabalhando, certo? 

O primeiro passo não é saber qual o melhor canal, assim você está procurando atalhos.

Antes de decidir os canais de distribuição, você deve conhecer seu público alvo e mercado onde vai atuar.

É uma empresa procurando saber mais sobre o assunto? Recomendamos contratar uma empresa responsável e profissional, vai ter um melhor custo benefício.

É um profissional e não sabe por onde começar? Recomendamos nossa consultoria onde mostramos todo passado validado.

Quer crescer sua empresa com a Groufy?​

Entre em contato conosco e receba um diagnóstico da sua empresa com as melhores formas de alavancar seu negócio!

Joao Victor

Joao Victor

Opa Galera, sou o João Victor! Gestor de tráfego aqui da Groufy. Profissional apaixonado por marketing digital com mais de 2 anos de experiência. Sabe o que me intriga? Por que os clientes não aumentam a verba das campanhas quando o ROI chega a 22? É um verdadeiro mistério!

Mesmo assim, tenho resultados absurdos de ROI. Mas é engraçado observar que muitos não aproveitam a oportunidade de investir mais, mesmo com os números comprovando o sucesso! Acredito que uma boa estratégia de publicidade não é apenas alcançar um grande público, mas sim encontrar o público certo no momento certo.

Amo escrever e compartilhar minhas experiências. Meu objetivo é ajudar outros gestores e empresas a terem ROI no talo!

Confira mais artigos da Groufy!