estratégia de tráfego pago

Guia completo de uma estratégia de tráfego pago

Soltamos todo nosso processo e estratégia de tráfego pago aqui da Groufy, desde o primeiro contato com o cliente até a etapa de relatórios.

Já se perguntou como seus concorrentes tem leads e clientes bombando mais que festas de final de ano? Enquanto você fica sempre refém de indicação?

Pois é, o segredo pode estar na estratégia de tráfego pago que eles estão fazendo, por isso você também deve saber como investir em tráfego pago, antes de tomar qualquer decisão.

Sabe aqueles anúncios que sempre estão no topo do Google quando as pessoas pesquisam pelo produto que vocês vendem? Se você ainda não está lá, significa que sua estratégia ainda não está bem feita.

Mas calma, vamos te mostrar como montamos uma estratégia de anúncios, escolher a plataforma ideal para dar match com o público alvo, segmentar essa galera para acertar em cheio, e claro, criar aqueles landing pages que convertem.

Cresca sua empresa com a Groufy também!

Primeiramente, ouvimos o cliente

A Groufy é uma agência de tráfego pago, para nós, não existe estratégia sem alinhamento, e é exatamente isso que fazemos antes de qualquer coisa, uma reunião para ouvir o cliente e coletar informações chaves que precisamos para iniciar a estrutura da estratégia.

Fazemos a reunião de onboarding, onde a gente se junta com você (nosso cliente), para entender seus objetivos, como seu produto de destaca no mercado, entender seu “porquê” e outras perguntas estratégicas.

Pegamos também os acessos de ferramentas, como plataformas de anúncios, domínio da empresa, Google Analytics, Tag Manager e CRM caso o cliente já possua.

A partir disso, analisamos toda sua estrutura, onde sua empresa se encontra no mercado atualmente e preparamos todo planejamento de acordo com os objetivos do cliente .

Definimos objetivos

Primeiro, os objetivos precisam ser diretos e realistas, certo? 

Vamos dizer que você tem uma loja de móveis planejados. Um objetivo claro seria, por exemplo, “aumentar as vendas do produto X em 20% nos próximos três meses”.

Viu só? Direto ao ponto!

Utilizamos números para saber se estamos no caminho certo da campanha e calcular o ROI. Nosso exemplo, o “20%”  é o nosso “KPI”.

Os objetivos precisam fazer sentido com o negócio do cliente (e do seu também).

Pergunte-se: ‘Isso vai ajudar minha empresa a crescer? Vai trazer mais clientes?’. Se a resposta for sim, tá no caminho certo.

Por último, seja consciente na escolha do objetivo, pois alguns precisam de mais investimento que outros, não adianta querer dobrar as vendas da noite pro dia se você não tem recursos suficientes, ok?

Público alvo

Público-alvo é aquela galera que você quer alcançar com suas campanhas, acredito que você já saiba o que é público alvo. Mas já sabe a importância de conhecer seu público alvo?

Conhecer o público-alvo não é só saber quem eles são, mas entender o que eles querem e precisam.

É assim que nossas campanhas têm conversão e, claro, de vendas.

Não adianta anunciar para as pessoas certas de forma errada, entende?

Para saber anunciar para as pessoas certas, veja nosso guia de anúncios online onde detalhamos o processo de segmentar o público alvo.

Identificando o público alvo, definimos a persona.

Veja também: 50 palavras negativas no google ads

Persona

A persona é tipo um personagem que representamos como o seu “cliente ideal”.

O público-alvo é amplo, a persona é um indivíduo com gostos e necessidades bem definidos, representa exatamente o tipo de pessoa que você quer vender, é o seu “melhor cliente”.

É mais específica que o público-alvo, e é a partir dela que criamos a estrutura dos anúncios e copy. 

Já aconteceu de você está navegando na web e vê um anúncio que parece que foi feito pra você? 

Sim, você é a persona de algum negócio, possivelmente o nosso também.

É isso que a persona faz. 

Ela é a peça fundamental nas campanhas de tráfego pago de sucesso dos seus concorrentes e nas empresas de sucesso.

Dê uma história para sua persona, é a melhor estratégia que usamos para criar as personas de nossos clientes. Onde ela trabalha? Casado(a)? O que faz no tempo livre? Quais são seus maiores problemas e como seu produto ou serviço pode ajudá-la?

Onde sua persona passa mais tempo online? Facebook, Instagram, LinkedIn? É lá que seus anúncios devem estar.

Bom, depois que criamos a persona, vamos para a análise para descobrir onde elas estão na internet.

Cresca sua empresa com a Groufy também!

Definindo qual plataforma é mais indicada para cada nível de consciência do público alvo

Sabemos que nem todo lead está no mesmo nível de consciência sobre o que você oferece. 

Tem gente que nem sabe que precisa do seu produto, enquanto outros já estão quase na sua porta para comprar de você.

Logo, cada canal de anúncio vai ser voltado para o nível de consciência do público seguindo a estratégia do funil de vendas.

Por exemplo,  Facebook e Instagram são ideais para esse público de topo de funil (lead frio).

Por quê? 

Os criativos são para despertar a atenção deles e introduzir o problema (e a sua solução) posteriormente. São as fases do funil e suas determinadas plataformas, não adianta tentarmos vender direto com anúncios no instagram, dificilmente vai converter, ninguém está no instagram para comprar algo.

Agora para leads de fundo de funil, eles sabem que existe uma solução, mas ainda não escolheram uma, onde eles pesquisam? No google. 

As pessoas vão pesquisar por soluções, e você quer estar lá no topo dos resultados oferecendo a sua.

Google Ads é nossa ferramenta principal quando o assunto é vender, mas antes analisamos se o google ads vale a pena para o nicho e estratégia de cada cliente individual. 

Então, aqui na Groufy escolhemos o canal de distribuição de acordo com a estratégia que vamos utilizar para o cliente.

Veja também: quanto custa anunciar no facebook ads

Pesquisa de palavras chaves

Partimos para descobrir o que nossa persona pesquisa na google, assim vamos trabalhar de acordo com a demanda.

Utilizamos o planejador de palavras chaves do google para saber o que o público pesquisa, escolher as palavras chaves certas e ter uma ideia de quanto custa anunciar nelas.

Sabendo o CPC, já melhoramos a estratégia ainda mais, dependendo do cliente não faz sentido anunciar palavras que o cliente ainda não consegue pagar, concorda?

Identificando essa parte, vamos criar a estrutura dos anúncios e criativos.

Estrutura ideal dos anúncios

Google Ads

Depois de preparar toda a personificação do cliente, criamos anúncios bem estruturados, porque como falamos, não adianta anunciar para as pessoas certas de forma errada, certo?

Seguimos esse checklist para os anúncios:

  • Titles magnéticos com no máximo 30 caracteres
  • Palavra chave no title
  • URL amigável
  • Meta Descrições persuasivas com no máximo 90 caracteres 

Se preferir, veja o guia completo de anúncios do Google

Meta Ads

Para o Facebook e Instagram, seguimos as diretrizes do Guia de Anúncios do Facebook, é nele que nos baseamos para atingir os requisitos técnicos para anúncios. Vale a leitura se quiser entender como anunciar corretamente no Meta Ads.

No Meta, tem vários tipos de anúncios, analisamos qual é o melhor formato para nossa persona que vamos atingir na campanha.

Landing page que converte 

Bom, todo anúncio é bom objetivo do usuário tomar uma decisão, certo?

Na maioria das vezes levamos nossos leads para nossa Landing page. 

Porém, para LP converter precisamos trabalhar mais uma vez a persona do nosso lead

Tudo começa pela persona.

É a partir dela que descobrimos copy, titles, imagens, gatilhos e CTAs.

Outra coisa, cada marca tem seu “jeito de falar”, né? Então, use o tom da sua marca e, ao mesmo tempo, sem perder o foco na persona. Seja formal, descolado, técnico… o importante é ser autêntico na sua oferta.

Veja nosso checklist para uma Landing page:

  • Persona
  • Title e sub titles
  • Imagens
  • Formulários + CTAs
  • Gatilhos Mentais
  • Storytelling (as vezes)
  • UX

 Nessa etapa, os leads têm a ação e devem ser levados para o início da venda, por isso o CRM faz parte de nossa estratégia de tráfego pago, sem ele é praticamente impossível organizar o fluxo de vendas.

CRM

Quando investimos em tráfego pago, queremos resultado, certo? Ele só é visto quando vendemos de fato, afinal, tráfego sem vendas não serve de nada.

O CRM serve para acompanhar cada lead que entra pelos anúncios, até o fechamento da venda. 

Bom, não iremos aprofundar muito sobre CRM aqui, é assunto para outro artigo, a ideia é deixar claro que o CRM é indispensável em nossa estratégia de tráfego, andando lado a lado para termos resultado.

Monitoramento de resultados

Por fim, temos os relatórios mensais que detalham o desempenho das campanhas. 

Utilizamos o Google Data Studio para transformar os dados em gráficos mais acessíveis e compreensíveis para os clientes.

Cresca sua empresa com a Groufy também!

A Groufy está pronta para criar sua estratégia de tráfego pago de sua empresa

Se a sua empresa ainda não tem uma presença digital, a hora de iniciar é agora!

Vamos estruturar e executar sua campanha de marketing enquanto você cuida do seu negócio, está pronto para acelerar seus resultados?

Entre em contato conosco se quer levar seu faturamento a lua e seu concorrente ao psicólogo.

Quer crescer sua empresa com a Groufy?​

Entre em contato conosco e receba um diagnóstico da sua empresa com as melhores formas de alavancar seu negócio!

Joao Victor

Joao Victor

Opa Galera, sou o João Victor! Gestor de tráfego aqui da Groufy. Profissional apaixonado por marketing digital com mais de 2 anos de experiência. Sabe o que me intriga? Por que os clientes não aumentam a verba das campanhas quando o ROI chega a 22? É um verdadeiro mistério!

Mesmo assim, tenho resultados absurdos de ROI. Mas é engraçado observar que muitos não aproveitam a oportunidade de investir mais, mesmo com os números comprovando o sucesso! Acredito que uma boa estratégia de publicidade não é apenas alcançar um grande público, mas sim encontrar o público certo no momento certo.

Amo escrever e compartilhar minhas experiências. Meu objetivo é ajudar outros gestores e empresas a terem ROI no talo!

Confira mais artigos da Groufy!